Dr Rodolfo Oliveira -Cirurgia pós-bariátrica entenda como harmonizar a silhueta – Autores Grupo S2 Marketing – Freepik

A cirurgia pós-bariátrica vai ajudar a harmonizar a silhueta depois de uma perda excessivamente grande de peso. Saiba como funcionam essas cirurgias plásticas reparadoras e estéticas que contribuem muito para a autoestima dos pacientes. Por que é necessária uma cirurgia pós-bariátrica? A cirurgia bariátrica é um procedimento para ajudar os pacientes com IMC (índice de massa corporal) muito alto a perder peso e ter mais saúde e qualidade de vida. A cirurgia, em geral, vai restringir a capacidade do estômago de receber alimento e assim estimular a perda de peso, que pode chegar a atingir uma redução de até 70%. Com isso, quem passou pela cirurgia ganha muito mais qualidade de vida, inclusive, reduzindo complicações cardíacas e até diabéticas. Mas em termos estéticos, o que ocorre é que o corpo pós-bariátrica pode apresentar uma sobra muito grande de pele em várias partes, principalmente quando o percentual de perda é bem alto. Para retomar a harmonia desses contornos, a paciente vai necessitar de uma cirurgia pós-bariátrica com fins estéticos, que também é reparadora, a dermolipectomia, que pode ser braquial e crural ou a abdominoplastia pós-bariátrica, para fazer a correção do excesso de pele na barriga, costas, pernas e braços, entre outras áreas do corpo. Além dos problemas emocionais que pode desencadear, como problemas em se relacionar, esse excesso de pele pode prejudicar as pessoas de diversas maneiras, como provocar dermatites, dificuldade de higienização do corpo, causar desequilíbrios, problemas de postura ou restringir a movimentação. Por isso, essas cirurgias, por serem consideradas reparadoras, também podem até ser cobertas por convênios ou pelo SUS, em alguns casos. Tipos de cirurgia pós-bariátrica para fins estéticos A flacidez é normal após uma cirurgia de redução de estômago, e esse tratamento estético pós-bariátrica vai conceder contornos mais harmônicos ao corpo, por meio de diferentes tipos de cirurgia: Lipoaspiração Muitas vezes, algumas gordurinhas insistentes podem permanecer em algumas partes do corpo mesmo após um grande processo de emagrecimento, por isso, a lipoaspiração pode estar associada a uma cirurgia para retirar pele da barriga, braços ou pernas. Abdominoplastia Quando alguém passa por uma cirurgia bariátrica pode precisar de uma abdominoplastia clássica, que vai corrigir aquela barriga pós-bariátrica, que muitos conhecem como barriga de avental; ou uma abdominoplastia completa, que envolve a retirada de sobras de pele da barriga, quadris e costas. Esses procedimentos também costumam ser associados a uma lipoaspiração. Dermolipectomia dos braços e pernas Conhecidas respectivamente como dermolipectomia braquial e crural, esses procedimentos começam com uma lipoaspiração e depois são realizadas incisões que farão a retirada do excesso de pele dessas regiões. Como essas cirurgias fazem incisões que vão contra o sentido da fibra da pele podem deixar cicatrizes mais espessas. Por isso, é preciso avaliar a necessidade de realizar esses procedimentos, porque têm alguns pacientes mais jovens que conseguem promover essa retração da pele até por meio de atividades físicas. A avaliação do cirurgião plástico é fundamental para entender quando é indispensável fazer essa cirurgia reparadora pós-bariátrica. Mastopexia Quando uma mulher sofre uma grande perda de peso, os seios também podem sofrer uma queda, já que parte do seu volume é composto por gorduras. A mastopexia fará o realinhamento dos seios no meio do tórax, e também um reposicionamento dos mamilos. Essa mamoplastia pós-bariátrica pode envolver também a colocação de prótese de silicone para dar mais firmeza e volume, de acordo com a expectativa da paciente. Lifting facial Quando a pessoa sofre uma grande perda de peso, pode ficar com flacidez também em regiões do rosto, como as bochechas, olhos e pescoço. Esse lifting vai ajudar a corrigir essa flacidez e conceder uma aparência mais jovem aos pacientes. Cirurgia de contorno corporal Essa é a cirurgia plástica reparadora pós-bariátrica que vai fazer a correção de todo o contorno corporal de uma só vez. Também pode ser associada com a lipoaspiração. Quando pode ser realizada a cirurgia plástica pós-bariátrica? As cirurgias plásticas reparadoras serão indicadas quando o peso do paciente estiver estabilizado por pelo menos 6 meses, o que pode acontecer após 1 ano e meio a 2 anos depois da cirurgia de redução de estômago. Isso significa que o paciente deverá ter finalizado o processo de emagrecimento, porque se fizer a cirurgia antes disso os resultados poderão ser comprometidos no futuro. O ganho de peso pós-bariátrica e pós-cirurgia reparadora para corrigir as sobras de pele também deve ser evitado, para não desencadear estrias na pele e o efeito sanfona. Então, uma nova consciência alimentar deve ser estabelecida pelo paciente, que precisa estar comprometido com a manutenção dos seus resultados. Para isso, vale contar com ajuda psicológica, orientação nutricional e prática de atividades físicas. Além disso, as condições de saúde do paciente também devem ser boas. Como é a cirurgia e o pós-operatório? Essas cirurgias podem ocorrer uma a uma para uma maior segurança, ou mais do que uma associada, como por exemplo, uma abdominoplastia e uma cirurgia de mama pós bariátrica; ou braços junto com pernas. No entanto, é válido lembrar que é preciso buscar um cirurgião plástico bastante experiente, que tenha bons resultados prévios para apresentar, inspire confiança no paciente e seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Essas cirurgias plásticas pós-bariátricas envolvem anestesia geral e podem durar horas, de acordo com a área do corpo que deverá ser feita a retirada da sobra de pele. O pós-operatório não costuma gerar grandes dores ou transtornos, mas necessita de uso de anti-inflamatórios e analgésicos, além de uma malha elástica compressiva ou mesmo um sutiã especial, no caso da mamoplastia, para ajudar na recuperação, evitando o acúmulo de líquidos e inchaços. Além disso, é indicado o repouso, não pegar peso ou praticar atividades físicas pelo menos por 15 dias ou pelo tempo indicado pelo cirurgião, que pode variar de acordo com a área do corpo que passou pelo procedimento. A drenagem linfática também pode ser indicada para os diversos tipos de cirurgias estéticas e deve ser realizada já na primeira semana do pós-operatório. Mas vale ressaltar que a autoestima tem muito a ganhar quando a pessoa se vê na frente de um espelho com os contornos corporais firmes e bem definidos após uma cirurgia pós-bariátrica.

Mulher segura sobras de pele na barriga; é candidata a cirurgia pós-bariátrica

Comentários