A mamoplastia redutora é também uma intervenção estética que pode trazer grande autoestima para as mulheres. Saiba mais aqui.

Mamoplastia redutora: os resultados são excelentes

Os procedimentos cirúrgicos ligados aos implantes de silicone se popularizaram entre o público feminino, mas a mamoplastia redutora é também uma intervenção estética que pode trazer grande autoestima para as mulheres.

Veja nesse post mais informações sobre a cirurgia de mamoplastia redutora, quando e quem está apto a fazer.

O que é mamoplastia redutora?

A mamoplastia redutora é uma cirurgia plástica para promover uma redução de mama. No procedimento, o excesso de gordura é retirado, além de pele e tecido glandular, a fim de deixar o tamanho das mamas proporcional ao corpo.

Essa correção mamária costuma ser buscada por mulheres que têm seios muito grandes, que buscam uma satisfação com a própria autoimagem.

Porém, a cirurgia de redução de mama também pode ser recomendada por questões de saúde.

Desconfortos

As mamas muito grandes podem trazer uma série de desconfortos às mulheres, como problemas nas costas e coluna, provocados pelo grande volume dos seios. Esse peso dos seios pode prejudicar a postura, colocando sempre a pessoa em uma curvatura inadequada.

Devido a isso, as mulheres que têm mamas grandes também podem sentir dores no pescoço e nos ombros, o que vai prejudicar muito a qualidade de vida.

Porém, essa qualidade de vida também poderá ser afetada pelos fatores emocionais. Uma mulher que tem seios muito grandes pode se sentir desconfortável em qualquer roupa, ficar receosa de se despir na frente dos parceiros ou parceiras e assim se sentir insegura e com baixa autoestima.

Muitas mulheres também podem optar pela mamoplastia redutora com prótese, caso considere que esse implante irá proporcionar um aspecto mais harmônico para seus seios.

Quem pode fazer a redução de mamas?

A cirurgia é indicada para quem está muito incomodada com o excesso de volume nos seios, tem depressões nos ombros no mesmo lugar da alça dos sutiãs devido ao peso, tem seios flácidos e caídos, aréolas muito alargadas e flácidas e também se os seios estão limitando as atividades físicas.

Problemas médicos

Há casos médicos também que podem exigir a cirurgia de redução de mamas, como pessoas que sofrem de hipertrofia mamária (gigantomastia), que podem ocorrer já na adolescência. 

Mas muitas pessoas se perguntam com quantos anos pode fazer mamoplastia redutora?  Nestes casos, a orientação é que a cirurgia seja realizada em maiores de 16 anos. Nessa idade, é preciso autorização dos pais.

Obesidade

Pacientes com excesso de peso podem também ter um aumento significativo das mamas como consequência. Porém, nesses casos, a perda de peso já poderá produzir a redução dos seios com uma dieta de emagrecimento. 

Ainda assim, mesmo com o emagrecimento, a mamoplastia é o método mais eficaz de retirar o excesso de gordura do local e reposicionar os seios para um tamanho adequado a sua postura.

Lembrete

É preciso lembrar que, assim como todas as cirurgias, a mamoplastia redutora também envolve riscos, por isso, a indicação é que as pacientes estejam com uma boa saúde antes do procedimento.

Mamoplastia redutora: antes e depois

Para realizar uma mamoplastia redutora sem prótese ou com prótese, a paciente deverá buscar uma consulta com o cirurgião plástico de confiança e com histórico de casos de sucesso de mamografias redutoras.

Na consulta, a mulher deverá expor qual é seu objetivo para que o médico avalie as possibilidades. Por isso, esclarecer a expectativa com a redução de mama, antes e depois é muito importante. 

Antes do procedimento o médico vai investigar histórico médico, hábitos de vida e outras condições pré-existentes, além de solicitar exames para averiguar a saúde da paciente, inclusive, fará um pedido de mamografia e poderá também indicar medicamentos caso a caso.

Informações importantes

O médico vai expor à paciente as opções mais adequadas para o seu caso, falar sobre possíveis riscos (hematomas, seromas, infecções, riscos anestésicos, alterações de sensibilidade, etc), anestesia (geral ou local com sedação assistida)  e outras informações pertinentes à cirurgia.

Uma informação importante é que após a mamoplastia redutora, pacientes que já possuem naturalmente algum tipo de dificuldade, poderão ter a capacidade de amamentação mais prejudicada. Além disso, situações vivenciadas após a cirurgia poderão modificar os resultados da cirurgia, como uma gravidez, especialmente se houver um grande ganho de peso.

Antes do procedimento, todas as recomendações do médico deverão ser obedecidas, como jejum, evitar ingestão de álcool e fumar, etc.

O procedimento deverá ser realizado em um centro cirúrgico autorizado pela Vigilância Sanitária, leva de 2 a 3 horas e a paciente fica internada, em média, por 12 horas.

A cirurgia vai consistir em anestesia, incisões, retirada do tecido, reposicionamento dos mamilos e fechamento das incisões. Vale lembrar também que pode ser necessária uma mastopexia, que consiste em reverter a queda dos seios, corrigir a aréola e retirar pele flácida.

Quanto tempo de repouso após mamoplastia redutora?   

A paciente sairá da cirurgia com uma bandagem ou com um sutiã pós-cirúrgico de mamoplastia redutora para minimizar inchaços e sustentar os seios, que ainda poderão estar doloridos.

Os curativos serão retirados em 24 horas, mas ficará uma microporagem para cicatriz que deverá permanecer pelo tempo indicado pelo médico. Os pontos da cirurgia serão absorvidos.

Para a mamoplastia redutora, a recuperação vai depender de alguns requisitos. 

Além do uso do sutiã especial por 30 dias, o pós-operatório da mamoplastia redutora deve incluir também a ingestão de medicamentos para evitar dor e infecções.

Após a mamoplastia redutora,  inchaço também é normal, por isso, também pode ser indicada drenagem linfática na primeira semana. Além disso, vale lembrar que a cicatriz de mamoplastia redutora será reduzida com o tempo, porém, há casos de pacientes que podem apresentar queloides, devido à predisposição genética.

Outra questão comum das mulheres é: como dormir após mamoplastia redutora? É importante lembrar que, após o procedimento, fica totalmente desaconselhado dormir de bruços ou de lado por 30 dias. Além disso, é preciso evitar também pegar pesos, levantar os braços acima dos ombros e fazer movimentos bruscos pelo mesmo período.

É preciso evitar esforços nos 15 primeiros dias após o procedimento, mas atividades como a ida à academia só poderão ocorrer após 30 dias da cirurgia.

Conclusão

Assim que o procedimento finaliza a paciente já poderá ver o resultado da cirurgia. O antes e depois da mamoplastia redutora  pode representar um divisor de águas no que se refere à autoestima feminina, porque pode promover muito mais autoconfiança e qualidade de vida. 

Ao decidir investir  no procedimento, lembre-se de buscar o melhor profissional e fazer todas as perguntas necessárias para tomar sua decisão com total segurança.

Comentários
Avatar

Posted by DR. RODOLFO OLIVEIRA