A mastopexia é um procedimento muito indicado para as mulheres que querem redesenhar o formato dos seus seios. Saiba mais nesse post sobre esse tipo de cirurgia, que está entre as mais procuradas do público feminino, e pode trazer mais autoestima para as mulheres. O que é mastopexia? Também conhecida como lifting de mama, a mastopexia é um procedimento indicado para quem quer fazer o levantamento das mamas e redesenhar o formato delas. Está entre as 10 principais cirurgias plásticas estéticas mais realizadas pelas mulheres brasileiras. As mulheres costumam fazer essa cirurgia devido à flacidez, também conhecida como ptose mamária (seios caídos). Mas, além disso, outro motivo que inspira a busca pela cirurgia para levantar a mama é o desnivelamento dos seios. Nesse tipo de cirurgia, é comum também o reposicionamento da aréola, porque o peso e a queda das mamas poderá forçar os mamilos a perder formas e alinhamento. A mastopexia é indicada para mulheres que estão com ptose provocada por envelhecimento, flutuações de peso, gravidez, amamentação ou até mesmo por fatores genéticos que propiciam uma maior flacidez da pele. Inclusive, alterações hormonais também poderão levar à flacidez da pele. Mulheres querem retomar autoestima O que leva as mulheres a procurarem o procedimento é um desejo de aumentar a autoestima já que muitas sentem um grande desconforto emocional com a forma física devido aos seios caídos, achatados ou com as aréolas posicionadas para baixo. A flacidez dos seios atinge 3 níveis, e o sulco mamário (parte inferior da mama) é o ponto de referência para medir o grau da ptose. Para fazer esse medição, uma dica é colocar uma caneta ou lápis embaixo do sulco e ficar na frente do espelho: Grau 1 Esse estágio é leve: é quando o mamilo alcança a mesma altura da caneta. As aréolas estão um pouco abaixo da região central dos seios, mas já nesse estágio a mastopexia é indicada. Grau 2 Na flacidez moderada, o bico do seio estará um pouco mais abaixo do sulco mamário e abaixo da caneta. Grau 3 As aréolas podem estar 3cm abaixo do sulco mamário e apontadas para baixo. Pode acontecer também de aréola estar acima do sulco mamário, porém, a linha inferior do seio apresentar flacidez e ficar abaixo da dobra. Com a mastopexia, além de eliminar a queda dos seios, as mulheres ganham um colo mais harmônico e bem desenhado. Como é feita a mastopexia? A cirurgia para levantar mama vai reposicionar o tecido mamário e realizar o rejuvenescimento da aréola, com a diminuição da sua circunferência. Ambas as partes deverão ficar mais acima do que estavam e centralizadas na região torácica. Para isso, o cirurgião deverá realizar a remoção do tecido mamário excedente e comprimir a pele que restou para garantir o reposicionamento e harmonia do desenho do seio. Como nem sempre as mulheres que fazem o procedimento querem realizar o aumento dos seios, por já estarem satisfeitas com o tamanho, pode ser realizada uma mastopexia sem prótese. Normalmente, isso ocorre com pacientes jovens, com um bom volume glandular, que poderão optar por fazer a cirurgia sem o implante de silicone. Porém, de acordo com o desejo da paciente e até a estrutura corporal, também pode ser realizada uma mastopexia com prótese. Mastopexia com prótese A mastopexia por si só não irá provocar grandes mudanças no tamanho dos seios, por isso, junto com a elevação das mamas, muitas mulheres, querem ganhar mais volume na região. Assim, devem passar por uma cirurgia que combina as duas técnicas: elevação dos seios e mamoplastia de aumento. Essa medida é importante especialmente para mulheres que têm pouco volume e querem ganhar um colo mais destacado. Mastopexia sem prótese Por outro lado, nem todas as mulheres querem ganhar volume ao elevar os seios. Para essas, há também a mastopexia sem prótese, que vai apenas elevar e centralizar as mamas na região torácica, além de reposicionar as aréolas. Em alguns casos em que a paciente quer ganhar um aumento discreto, mas não quer colocar próteses de silicone, existem técnicas nas quais o cirurgião também pode retirar tecido do próprio organismo para possibilitar um pequeno ganho de volume no polo superior da mama. Quais são os tipos de incisão da mastopexia? Entre as várias decisões que a paciente vai tomar em conjunto com o cirurgião plástico, como se coloca ou não as próteses de silicone, também é preciso optar pelas técnicas de incisão. Esses cortes cirúrgicos vão produzir cicatrizes que deverão sumir ao longo do tempo, porém, o médico também vai alertar que muitas pacientes podem ter facilidade para formar cicatrizes hipertróficas. Pessoas negras, asiáticas e indígenas têm uma maior propensão à formação de queloides. Para a mastopexia, podem ser realizados 5 tipos de incisões: Meia lua superior: essa normalmente é realizada mais para reposicionamento da aréola, quando há pouquíssima retirada de pele; Cicatriz em volta da aréola: essa também é realizada para pequenas retiradas de pele em mastopexias com prótese; T invertido: junta uma cicatriz periareolar com uma cicatriz inframamária com corte horizontal e vertical. Nestes casos, há mais retirada de pele; Periareolar e vertical: essa cicatriz ocorre quando é necessária mais retirada de pele; Cicatriz em L: a quantidade de pele a ser retirada é um pouco menor e a cicatriz ficará apenas na porção lateral. Para quem a mastopexia requer cuidados Algumas pacientes devem ficar mais atentas ao decidir por realizar uma mastopexia: Mulheres que estão querendo engravidar devem esperar para fazer a mastopexia porque o ganho de peso na gestação e a amamentação poderá alterar a forma dos seios; Pessoas com obesidade devem primeiro promover a perda de peso para fazer a mastopexia, porque o emagrecimento também poderá levar à flacidez e alterar o formato da mama; Diabéticas devem ter os níveis de glicose muito bem controlados, com acompanhamento do endocrinologista, antes de passar pelo procedimento; Quem fuma também tem mais possibilidade de ter complicações no pós-cirúrgico, por isso, é indicado que pare de fumar 1 mês antes da mastopexia. Mas a pausa no hábito também deve permanecer pelo mesmo período após o procedimento. No entanto, a indicação médica é que a paciente pare definitivamente de fumar. Conclusão Preservar a autoestima é muito benéfico para o bem-estar feminino, e cuidar da própria beleza pode trazer mais alegria e confiança para as mulheres. Com a mastopexia, elas vão resgatar formas antigas e se sentirem bem consigo mesmas. Não se trata de ostentar a autoimagem, mas sim, olhar no espelho e se descobrir feliz e satisfeita com as próprias formas. Certamente, ao realizar a mastopexia, a mulher estará dando um passo nessa direção.

Mastopexia: o que é e para quem é indicada?

Mastopexia? O que é? Esse é um procedimento muito indicado para as mulheres que querem redesenhar o formato dos seus seios.

Saiba mais nesse post sobre esse tipo de cirurgia, que está entre as mais procuradas do público feminino, e pode trazer mais autoestima para as mulheres. 

O que é mastopexia?

Pra quem pretende saber mais sobre mastopexia, o que é, é interessante saber que esse procedimento também é conhecido como lifting de mama. É indicado para quem quer fazer o levantamento das mamas e redesenhar o formato delas. Está entre as 10 principais cirurgias plásticas estéticas mais realizadas pelas mulheres brasileiras. 

As mulheres costumam fazer essa cirurgia devido à flacidez, também conhecida como ptose mamária (seios caídos). Mas, além disso, outro motivo que inspira a busca pela cirurgia para levantar a mama é o desnivelamento dos seios.

Nesse tipo de cirurgia, é comum também o reposicionamento da aréola, porque o peso e a queda das mamas poderá forçar os mamilos a perder formas e alinhamento.

A mastopexia é  indicada para mulheres que estão com ptose provocada por envelhecimento, flutuações de peso, gravidez, amamentação ou até mesmo por fatores genéticos que propiciam uma maior flacidez da pele. Inclusive, alterações hormonais também poderão levar à flacidez da pele.

Mulheres querem retomar autoestima

O que leva as mulheres a procurarem o procedimento é um desejo de aumentar  a autoestima já que muitas sentem um grande desconforto emocional com a forma física devido aos seios caídos, achatados ou com as aréolas posicionadas para baixo. 

A flacidez dos seios atinge 3 níveis, e o sulco mamário (parte inferior da mama) é o ponto de referência para medir o grau da ptose. Para fazer esse medição, uma dica é colocar uma caneta ou lápis embaixo do sulco e ficar na frente do espelho:

Grau 1

Esse estágio é leve: é quando o mamilo alcança a mesma altura da caneta. As aréolas estão um pouco abaixo da região central dos seios, mas já nesse estágio a mastopexia é indicada.

Grau 2

Na flacidez moderada, o bico do seio estará um pouco mais abaixo do sulco mamário e abaixo da caneta.

Grau 3

As aréolas podem estar 3cm abaixo do sulco mamário e apontadas para baixo.

Pode acontecer também de aréola estar acima do sulco mamário, porém, a linha inferior do seio apresentar flacidez e ficar abaixo da dobra.

Com a mastopexia, além de eliminar a queda dos seios, as mulheres ganham um colo mais harmônico e bem desenhado.

Mastopexia, o que é e como é feita?

A cirurgia para levantar mama vai reposicionar o tecido mamário e realizar o rejuvenescimento da aréola, com a diminuição da sua circunferência. Ambas as partes deverão ficar mais acima do que estavam e centralizadas na região torácica. Para isso, o cirurgião deverá realizar a remoção do tecido mamário excedente e comprimir a pele que restou para garantir o reposicionamento e harmonia do desenho do seio.

Como nem sempre as mulheres que fazem o procedimento querem realizar o aumento dos seios, por já estarem satisfeitas com o tamanho, pode ser realizada uma mastopexia sem prótese.  Normalmente, isso ocorre com pacientes jovens, com um bom volume glandular, que poderão optar por fazer a cirurgia sem o implante de silicone. 

Porém, de acordo com o desejo da paciente e até a estrutura corporal, também pode ser realizada uma mastopexia com prótese.

Mastopexia com prótese

A mastopexia por si só não irá provocar grandes mudanças no tamanho dos seios, por isso, junto com a elevação das mamas, muitas mulheres, querem ganhar mais volume na região. Assim, devem passar por uma cirurgia que combina as duas técnicas: elevação dos seios e mamoplastia de aumento.

Essa medida é importante especialmente para mulheres que têm pouco volume e querem ganhar um colo mais destacado.

Mastopexia sem prótese

Por outro lado, nem todas as mulheres querem ganhar volume ao elevar os seios. Para essas, há também a mastopexia sem prótese, que vai apenas elevar e centralizar as mamas na região torácica, além de reposicionar as aréolas.

Em alguns casos em que a paciente quer ganhar um aumento discreto, mas não quer colocar próteses de silicone, existem técnicas nas quais o cirurgião também pode retirar tecido do próprio organismo para possibilitar um pequeno ganho de volume no polo superior da mama. 

Quais são os tipos de incisão da mastopexia?

Não basta saber sobre mastopexia e o que é. Entre as várias decisões que a paciente vai tomar em conjunto com o cirurgião plástico, como se coloca ou não as próteses de silicone, a mulher também vai precisar conhecer as técnicas de incisão que podem ser realizadas no procedimento cirúrgico.

Esses cortes cirúrgicos vão produzir cicatrizes que deverão sumir ao longo do tempo, porém, o médico também vai alertar que muitas pacientes podem ter facilidade para formar cicatrizes hipertróficas. Pessoas negras, asiáticas e indígenas têm uma maior propensão à formação de queloides.

Para a mastopexia, podem ser realizados 5 tipos de incisões:

  • Meia lua superior: essa normalmente é realizada mais para reposicionamento da aréola, quando há pouquíssima retirada de pele;
  • Cicatriz em volta da aréola: essa também é realizada para pequenas retiradas de pele em mastopexias com prótese;
  • T invertido: junta uma cicatriz periareolar com uma cicatriz inframamária com corte horizontal e vertical. Nestes casos, há mais retirada de pele;
  • Periareolar e vertical: essa cicatriz ocorre quando é necessária mais retirada de pele;
  • Cicatriz em L: a quantidade de pele a ser retirada é um pouco menor e a cicatriz ficará apenas na porção lateral.

Mastopexia, o que é: outros cuidados

Algumas pacientes devem ficar mais atentas ao decidir por realizar uma mastopexia:

  • Mulheres que estão querendo engravidar devem esperar para fazer a mastopexia porque o ganho de peso na gestação e a amamentação poderá alterar a forma dos seios;
  • Pessoas com obesidade devem primeiro promover a perda de peso para fazer a mastopexia, porque o emagrecimento também poderá levar à flacidez e alterar o formato da mama;
  • Diabéticas devem ter os níveis de glicose muito bem controlados, com acompanhamento do endocrinologista, antes de passar pelo procedimento;
  • Quem fuma também tem mais possibilidade de ter complicações no pós-cirúrgico, por isso, é indicado que pare de fumar 1 mês antes da mastopexia. Mas a pausa no hábito também deve permanecer pelo mesmo período após o procedimento. No entanto, a indicação médica é que a paciente pare definitivamente de fumar.

Conclusão

Preservar a autoestima é muito benéfico para o bem-estar feminino, e cuidar da própria beleza pode trazer mais alegria e confiança para as mulheres. Agora que sabe mais sobre mastopexia, o que é, entenda que essa intervenção é certamente uma forma de resgatar formas antigas e se permitir que as mulheres se sintam bem com elas mesmas.

Não se trata de ostentar a autoimagem, mas sim, olhar no espelho e se descobrir feliz e satisfeita com as próprias formas. Certamente, ao realizar a mastopexia, a mulher estará dando um passo nessa direção.

ebook protese de silicone

Comentários
Avatar

Posted by DR. RODOLFO OLIVEIRA