Muitas mulheres temem a permanência de uma cicatriz mamoplastia no seio. Conheça os cuidados para minimizar esse risco após o procedimento.

Cicatriz mamoplastia: cuidados que ajudam a melhorar

As cirurgias plásticas nas mamas têm sempre o objetivo de melhorar a aparência dessa região. Porém, muitas mulheres temem a permanência de uma cicatriz de mamoplastia no seio.

Veja nesse post, o que pode ocorrer após a cirurgia e como cuidar da cicatriz da mamoplastia, para que fique o menos visível possível.

Como fica a cicatriz da mamoplastia?

A mamoplastia abrange um conjunto de procedimentos cirúrgicos que podem ser realizados nas mamas com finalidade estética ou terapêutica (reconstrução de mama em casos de mastectomia). São divididas em mamoplastia de aumento, mamoplastia redutora, mastopexia com ou sem prótese.

Essas cirurgias terão diversas finalidades como: fazer o levantamento de mamas caídas, reduzir o volume dos seios ou aumentar o volume com próteses de silicone.

É importante que a paciente tenha consciência que em qualquer mamoplastia, cicatriz é algo com que ela vai ter que conviver por um certo tempo.

Cada uma dessas cirurgias vai envolver a realização de uma incisão que deixará marcas dos cortes no primeiro momento, mas que tendem a praticamente sumir com o tempo.

Então, seja cicatriz de mamoplastia redutora, de aumento ou mastopexia, existem grandes chances de se tornarem apenas linhas finas após 1 ano.    

No entanto, algumas mulheres têm facilidade para a formação de cicatrizes hipertróficas e até mesmo quelóide. Essas cicatrizes caracterizam-se por uma saliência espessa na pele e uma elevação em relação ao tecido original. São frutos de um excesso de produção de colágeno.

Tipos de cicatriz 

Após a realização da cirurgia, a cicatriz da mamoplastia terá a ver com o tipo de incisão realizada durante o procedimento cirúrgico:

  • Meia lua superior: ocorre quando é realizada uma mastopexia sem prótese, quando há pouca retirada de tecido, apenas para subir um pouco a aréola. Então, a cicatriz será na parte superior do bico do seio;
  • Meia lua inferior: ocorre após realização de mamoplastia de aumento via peri-areolar;
  • Cicatriz em volta da aréola: ocorre quando é realizada uma ressecção em volta da aréola também para realizar uma pequena ou moderada quantidade de pele ou para colocação do implante de silicone;
  • Cicatriz no formato de pirulito: ocorre quando o corte é em torno da aréola e com uma linha vertical em direção ao sulco mamário, quando é necessário retirar uma quantidade um pouco maior de pele;
  • T invertido: é a junção de uma cicatriz periolar com uma cicatriz inframamária com corte vertical e horizontal. Normalmente, ocorre quando é necessária uma retirada bem maior de pele do seio na mastopexia;
  • Cicatriz em L: mesmo caso da anterior mas a quantidade de pele permite que a cicatriz horizontal fique apenas na porção lateral;
  • Sulco mamário: ocorre em mamoplastia de aumento para inserção da prótese via sulco mamário.

Fases da cicatriz de mamoplastia

A cicatriz pós-mamoplastia redutora, de aumento ou mastopexias terão características diferentes na pele ao longo do tempo. Entenda como são as etapas:

    • Período imediato: essa fase abrange os primeiros 30 dias, quando a cicatriz é fina, pode apresentar uma certa reação ao curativos. Ao tocá-la, a paciente sente que a região está um pouco endurecida.
    • Período intermediário: normalmente, do período imediato até seis meses da realização da cirurgia, a cicatriz começa a mudar de cor e ficar mais macia, pode adquirir uma cor avermelhada ou marrom, tendendo a ficar mais clara a cada mês que passa;
    • Período tardio: essa etapa é marcada a partir de 1 ano da realização da cirurgia, quando a cicatriz fica bem mais clara, macia e diminui irregularidades.

Cicatriz: mamoplastia trará reações diferentes em cada organismo

Embora os cuidados iniciais sejam os mesmos, é importante entender que a cicatriz vai variar de acordo com o histórico da paciente.

Além disso, cada organismo reage de uma maneira diferente, por isso, os cirurgiões costumam dizer que a cicatrização da mamoplastia é individual, porque depende, inclusive, das características de cada pele. Além disso, outros pontos avaliados na consulta com o cirurgião já vão dar amostras do tipo de cicatrização após a cirurgia. 

Porém, os cuidados no pós-operatório, de acordo com as recomendações médicas, vão ajudar que as marcas tornem-se praticamente imperceptíveis com o tempo.

Cicatriz de mamoplastia: cuidados

Para quem quer saber como cuidar da cicatriz da mamoplastia, é bom saber que as precauções começam já na saída da cirurgia.

Pós-operatório

No pós-operatório, a paciente já vai sair do centro cirúrgico com o sutiã especial, que ajuda na sustentação dos seios e, portanto, evita a tensão sobre o corte, o que pode ser um fator de formação de fibroses.

Além disso, a paciente também recebe a recomendação de evitar grandes movimentações dos braços. O princípio é o mesmo: evita-se o estiramento da cicatriz com os movimentos reduzidos.

Hábitos saudáveis

Alimentação balanceada e evitar o tabagismo também ajudam o corpo a  ter um restabelecimento melhor após uma cirurgia.

Curativos

Outro cuidado é com os curativos que serão realizados em casa no pós-operatório. Ao trocá-los, os médicos indicam que a paciente evite deixar gazes embebidas com os antissépticos durante muito tempo sobre a cicatriz. Basta passar as substâncias, deixar secar e fechar o curativo.

Nas primeiras semanas, também é necessário evitar o uso de substâncias com excesso de químicas. Por isso, os produtos recomendados devem apenas fazer a hidratação da pele, como a vaselina.

Drenagem linfática

Realizar drenagem linfática evita o estiramento da cicatriz porque promove a depuração de toxinas e líquidos, assim também evita-se a formação das fibroses.

Produtos

Quando a cicatriz mamoplastia começa a ficar mais seca e estável, em torno geralmente de 3 semanas, é que podem entrar algumas pomadas e cremes para ajudar na suavização da cicatriz.

A prescrição desses produtos pelo cirurgião estarão relacionados ao tipo de cicatriz, mas também terão a finalidade de reduzir a formação do colágeno (que pode levar à formação de fibroses) e ajudar na formação de uma nova pele. 

Além de produtos, também há faixas de silicone para pressionar a região e ajudar a evitar o estiramento da cicatriz.

Evite exposição ao sol

No período da cicatrização da mamoplastia, é importante também evitar tomar sol diretamente no local nos três primeiros meses.   

Conclusão

As recomendações acima são gerais, porém, o cirurgião irá conversar com cada paciente de forma individualizada, para que o procedimento seja o mais bem-sucedido possível de acordo com as características de saúde de cada mulher.

Para isso, nas consultas prévias à cirurgia, todas as dúvidas sobre cicatriz mamoplastia redutora, de aumento ou levantamento das mamas devem ser esclarecidas e todas as informações fornecidas ao médico para que tenha dados para prescrições personalizadas.

Comentários
Avatar

Posted by DR. RODOLFO OLIVEIRA