A redução de mama com prótese, além de aumentar a autoestima, também traz de volta a qualidade de vida das pacientes, já que muitas relatam dores na coluna provenientes do tamanho dos seios. Mas se vai reduzir, por que a prótese? Leia o post abaixo e entenda tudo sobre a mamoplastia redutora, comumente conhecida como cirurgia de redução de mama. Redução de mama: o que é? A cirurgia de redução de mama, ou mamoplastia redutora, é um procedimento que visa a redução da mama, retirando o excesso de gordura, pele e tecido glandular. Essa cirurgia é indicada para mulheres que têm os seios muito grandes e desejam deixá-los mais proporcionais ao formato do corpo. Esse procedimento também pode resolver problemas de saúde físicos, já que mamas muito grandes podem trazer desconfortos como dor nas costas, coluna, ombros e pescoço. Além disso, a cirurgia também visa reduzir o desconforto emocional das mulheres, porque muitas pacientes relatam um incômodo ao vestir algumas roupas ou até mesmo se olhar no espelho, vendo que os seios excessivamente grandes provocam depressões no lugar da alça dos sutiãs e percebem suas aréolas muito alargadas. Não são poucas as mulheres que sentem vergonha do próprio corpo. A redução de mama com prótese é um procedimento que tem crescido porque, muitas vezes, apenas a redução do seio não atinge os objetivos das pacientes. Esse procedimento é realizado em ambiente hospitalar, com anestesia geral, peridural ou sedação assistida. Porém, isso será definido em uma consulta pré-anestésica que será realizada junto com os procedimentos pré-operatórios que incluem o risco cirúrgico. A cirurgia pode durar de 2 a 3 horas, mas vai depender do tamanho da redução a ser realizada. A internação é por volta de 12 horas. Para quem convive com o problema de mamas muito grandes que causam transtornos no dia a dia, a redução de seios realmente pode trazer de volta a qualidade de vida e a autoestima para a mulher. Redução de mama com prótese Nem toda cirurgia de redução vai exigir o implante do silicone, mas algumas pacientes, ao fazer a cirurgia de redução de mamas, sentem a necessidade de colocar próteses de silicone, a fim de garantir um formato harmônico aos seios, sustentação e também projeção. Porém, essa será uma indicação muito precisa do cirurgião plástico, que vai analisar o desejo da paciente mas também a consistência do tecido mamário. Para isso, o médico fará algumas avaliações como, por exemplo, do grau de flacidez, tanto da pele, quanto da glândula mamária. Alguns tipos de pele, quando são muito flácidas não sustentam uma prótese. Quando usar o silicone? A ação da gravidade, perda de volume e flacidez da pele, que é intensificada com o envelhecimento, especialmente a partir dos 40 anos, são os principais motivos para optar por colocar uma prótese ao fazer uma cirurgia de redução dos seios. O tecido mamário, se for mole e gorduroso, poderá até atingir um formato bonito de mama no momento da cirurgia de redução mas, posteriormente, poderá se espalhar e deixar o seio achatado. Nestes casos, a redução de mama com prótese de silicone será indicada para conferir tanto um melhor formato da mama quanto a firmeza dos seios, além de melhor preenchimento do colo, que terá resultado mais duradouro ao longo dos anos. Atualmente, há algumas técnicas que permitem que a redução da mama seja realizada sem a prótese de silicone, utilizando o próprio tecido mamário ou enxerto de gordura para fazer o preenchimento do polo superior. Essas técnicas são para mulheres que não querem colocar uma prótese. No entanto, nem sempre serão passíveis de realização. Tipos e perfis de prótese de silicone O médico será responsável por orientar quais os tipos de prótese de silicone, incluindo formato e perfil, mais adequado àquela mulher, respeitando sempre os desejos da paciente, bem como a estrutura corporal dela. Como o propósito da paciente era a redução de mama, a indicação do tamanho da prótese de silicone será sempre proporcional à harmonia do corpo. O cirurgião levará em consideração o biotipo da paciente (altura, peso, tamanho do tórax), bem como os desejos quanto ao antes e depois do procedimento As próteses mamárias podem ser redondas, cônicas ou gota: Prótese redonda: a prótese redonda deixa o colo bem marcado, sendo indicada para quem quer um colo mais volumoso. Prótese cônica: a prótese cônica é indicada para quem quer uma aparência menos natural, projetando os seios mais para frente, porque tem uma boa projeção na região central, ou seja, um bico de seio mais pontiagudo. Prótese gota: a prótese gota deixa os seios com um aspecto semelhante ao formato natural, são muito utilizadas em casos de reconstrução mamária de mulheres que fizeram cirurgia de mastectomia após um tratamento de câncer. Quanto ao perfil, podem ser hiperalto, alto, moderado ou baixo: Perfil hiperalto: esse tipo é indicado para quem deseja o colo bem marcado, com um aspecto menos natural. Perfil alto: o perfil alto projeta o seio mais para frente, tendo a base menor. Perfil moderado: o perfil moderado aumenta a largura das mamas para o lado, por conta da base mais larga. Perfil baixo: o perfil baixo tem a base larga, deixando a mama com pouca projeção. A experiência do médico é muito importante para que a indicação vá ao encontro do que a paciente deseja como resultado final. Redução de mama: cicatriz A cicatriz da mamoplastia, de forma geral, ou da redução mamária é uma dúvida muito comum no consultório, já que o esperado é um aspecto natural e praticamente imperceptível. Tomando os devidos cuidados, a cicatriz fica bem discreta e tende a se disfarçar com a pele. Porém, certas mulheres têm tendência à formação de queloides ou cicatrização hipertrófica. Normalmente, as etnias afrodescente, asiática e indígena têm uma maior predisposição ao problema. Se a paciente já souber que essa predisposição, o médico deverá ser avisado para que possa receitar cuidados específicos para amenizar o caso. O tamanho dessa cicatriz da redução de mama com prótese vai variar com o tamanho e o formato do seio mas, no geral, são utilizadas incisões em formato de “L” ou “T” invertido. Redução de mama: antes e depois Para que o antes e depois da redução de mama atinja o resultado esperado, é necessário seguir os cuidados pós-operatórios. Seguir uma dieta moderada nos primeiros dias também é o ideal, porque medicamentos como antibióticos podem deixar o estômago sensível. O uso do sutiã cirúrgico pelo tempo recomendado pelo médico responsável é imprescindível, tirando-o somente para tomar banho. A paciente já deverá estar vestindo essa peça ao sair da cirurgia. Quanto à atividade física, o retorno costuma acontecer após um mês de cirurgia, sem grandes esforços na região operada. Mais uma vez o seu médico poderá fazer indicações específicas para cada paciente. A dica é tirar todas as dúvidas antes da cirurgia, para que nada saia do esperado durante o processo e você entenda quais serão os passos antes, durante e após a cirurgia.

Redução de mama com prótese é possível?

A redução de mama com prótese, além de aumentar a autoestima, também traz de volta a qualidade de vida das pacientes, já que muitas relatam dores na coluna provenientes do tamanho dos seios. Mas se vai reduzir, por que a prótese?

Leia o post abaixo e entenda tudo sobre a mamoplastia redutora, comumente conhecida como cirurgia de redução de mama.

Redução de mama: o que é?

A cirurgia de redução de mama, ou mamoplastia redutora, é um procedimento que visa a redução da mama, retirando o excesso de gordura, pele e tecido glandular.

Essa cirurgia é indicada para mulheres que têm os seios muito grandes e desejam deixá-los mais proporcionais ao formato do corpo.

Esse procedimento também pode resolver problemas de saúde físicos,  já que mamas muito grandes podem trazer desconfortos como dor nas costas, coluna, ombros e pescoço. 

Além disso, a cirurgia também visa reduzir o desconforto emocional das mulheres, porque muitas pacientes relatam um incômodo ao vestir algumas roupas ou até mesmo se olhar no espelho, vendo que os seios excessivamente grandes provocam  depressões no lugar da alça dos sutiãs e percebem suas aréolas muito alargadas. Não são poucas as mulheres que sentem vergonha do próprio corpo. 

A redução de mama com prótese é um procedimento que tem crescido porque, muitas vezes, apenas a redução do volume do seio não atinge os objetivos das pacientes.

Esse procedimento é realizado em ambiente hospitalar, com anestesia geral, peridural ou sedação assistida. Porém, isso será definido em uma consulta pré-anestésica que será realizada junto com os procedimentos pré-operatórios que incluem o risco cirúrgico.

A cirurgia pode durar de 2 a 3 horas, mas vai depender do tamanho da redução a ser realizada. A internação é por volta de 12 horas.

Para quem convive com o problema de mamas muito grandes que causam transtornos no dia a dia, a redução de seios realmente pode trazer de volta a qualidade de vida e a autoestima para a mulher.

Redução de mama: o que é? A cirurgia de redução de mama, ou mamoplastia redutora, é um procedimento que visa a redução da mama, retirando o excesso de gordura, pele e tecido glandular. Essa cirurgia é indicada para mulheres que têm os seios muito grandes e desejam deixá-los mais proporcionais ao formato do corpo. Esse procedimento também pode resolver problemas de saúde físicos,  já que mamas muito grandes podem trazer desconfortos como dor nas costas, coluna, ombros e pescoço.  Além disso, a cirurgia também visa reduzir o desconforto emocional das mulheres, porque muitas pacientes relatam um incômodo ao vestir algumas roupas ou até mesmo se olhar no espelho, vendo que os seios excessivamente grandes provocam  depressões no lugar da alça dos sutiãs e percebem suas aréolas muito alargadas. Não são poucas as mulheres que sentem vergonha do próprio corpo.  A redução de mama com prótese é um procedimento que tem crescido porque, muitas vezes, apenas a redução do volume do seio não atinge os objetivos das pacientes. Esse procedimento é realizado em ambiente hospitalar, com anestesia geral, peridural ou sedação assistida. Porém, isso será definido em uma consulta pré-anestésica que será realizada junto com os procedimentos pré-operatórios que incluem o risco cirúrgico. A cirurgia pode durar de 2 a 3 horas, mas vai depender do tamanho da redução a ser realizada. A internação é por volta de 12 horas. Para quem convive com o problema de mamas muito grandes que causam transtornos no dia a dia, a redução de seios realmente pode trazer de volta a qualidade de vida e a autoestima para a mulher. Redução de mama com prótese Nem toda cirurgia de redução vai exigir o implante do silicone, mas algumas pacientes, ao fazer a cirurgia de redução de mamas, sentem a necessidade de colocar próteses de silicone, a fim de garantir um formato harmônico aos seios, sustentação e também projeção. Porém, essa será uma indicação muito precisa do cirurgião plástico, que vai analisar o desejo da paciente mas também a consistência do tecido mamário. Para isso, o médico fará algumas avaliações como, por exemplo, do grau de flacidez, tanto da pele, quanto da glândula mamária. Alguns tipos de pele, quando são muito flácidas não sustentam uma prótese.  Quando usar o silicone? A ação da gravidade, perda de volume e flacidez da pele, que é intensificada com o envelhecimento, especialmente a partir dos 40 anos, são os principais motivos para optar por colocar uma prótese ao fazer uma cirurgia de redução dos seios. O tecido mamário, se for mole e gorduroso, poderá até atingir um formato bonito de mama no momento da cirurgia de redução mas, posteriormente, poderá se espalhar e deixar o seio achatado.  Nestes casos, a redução de mama com prótese de silicone será indicada para conferir tanto um melhor formato da mama quanto a firmeza dos seios, além de melhor preenchimento do colo, que terá resultado mais duradouro ao longo dos anos.  Atualmente, há algumas técnicas que permitem que a redução da mama seja realizada sem a prótese de silicone, utilizando o próprio tecido mamário ou enxerto de gordura para fazer o preenchimento do polo superior. Essas técnicas são para mulheres que não querem colocar uma prótese. No entanto, nem sempre serão passíveis de realização.

Redução de mama com prótese

Nem toda cirurgia de redução vai exigir o implante do silicone, mas algumas pacientes, ao fazer a cirurgia de redução de mamas, sentem a necessidade de colocar próteses de silicone, a fim de garantir um formato harmônico aos seios, sustentação e também projeção.

Porém, essa será uma indicação muito precisa do cirurgião plástico, que vai analisar o desejo da paciente mas também a consistência do tecido mamário.

Para isso, o médico fará algumas avaliações como, por exemplo, do grau de flacidez, tanto da pele, quanto da glândula mamária. Alguns tipos de pele, quando são muito flácidas não sustentam uma prótese. 

Quando usar o silicone?

A ação da gravidade, perda de volume e flacidez da pele, que é intensificada com o envelhecimento, especialmente a partir dos 40 anos, são os principais motivos para optar por colocar uma prótese ao fazer uma cirurgia de redução dos seios.

O tecido mamário, se for mole e gorduroso, poderá até atingir um formato bonito de mama no momento da cirurgia de redução mas, posteriormente, poderá se espalhar e deixar o seio achatado. 

Nestes casos, a redução de mama com prótese de silicone será indicada para conferir tanto um melhor formato da mama quanto a firmeza dos seios, além de melhor preenchimento do colo, que terá resultado mais duradouro ao longo dos anos. 

Atualmente, há algumas técnicas que permitem que a redução da mama seja realizada sem a prótese de silicone, utilizando o próprio tecido mamário ou enxerto de gordura para fazer o preenchimento do polo superior. Essas técnicas são para mulheres que não querem colocar uma prótese. No entanto, nem sempre serão passíveis de realização.

Tipos e perfis de prótese de silicone

O médico será responsável por orientar quais os tipos de  prótese de silicone, incluindo formato e perfil,  mais adequado àquela mulher, respeitando sempre os desejos da paciente, bem como a estrutura corporal dela. 

Como o propósito da paciente era a redução de mama, a indicação do tamanho da prótese de silicone será sempre proporcional à harmonia do corpo. O cirurgião levará em consideração o biotipo da paciente (altura, peso, tamanho do tórax), bem como os desejos quanto ao antes e depois do procedimento

As próteses mamárias podem ser redondas, cônicas ou gota: 

  • Prótese redonda: a prótese redonda deixa o colo bem marcado, sendo indicada para quem quer um colo mais volumoso.
  • Prótese cônica: a prótese cônica é indicada para quem quer uma aparência menos natural, projetando os seios mais para frente, porque tem uma boa projeção na região central, ou seja, um bico de seio mais pontiagudo. 
  • Prótese gota: a prótese gota deixa os seios com um aspecto semelhante ao formato natural, são muito utilizadas em casos de reconstrução mamária de mulheres que fizeram cirurgia de mastectomia após um tratamento de câncer. 

Quanto ao perfil, podem ser hiperalto, alto, moderado ou baixo:

  • Perfil hiperalto: esse tipo é indicado para quem deseja o colo bem marcado, com um aspecto menos natural.
  • Perfil alto: o perfil alto projeta o seio mais para frente, tendo a base menor.
  • Perfil moderado: o perfil moderado aumenta a largura das mamas para o lado, por conta da base mais larga.
  • Perfil baixo: o perfil baixo tem a base larga, deixando a mama com pouca projeção.

A experiência do médico é muito importante para que a indicação vá ao encontro do que a paciente deseja como resultado final.

Redução de mama: cicatriz

A cicatriz da mamoplastia, de forma geral, ou da redução mamária é uma dúvida muito comum no consultório, já que o esperado é um aspecto natural e praticamente imperceptível. Tomando os devidos cuidados, a cicatriz fica bem discreta e tende a se disfarçar com a pele. 

Porém, certas mulheres têm tendência à formação de queloides ou cicatrização hipertrófica. Normalmente, as etnias afrodescente, asiática e indígena têm uma maior predisposição ao problema. Se a paciente já souber que essa predisposição, o médico deverá ser avisado para que possa receitar cuidados específicos para amenizar o caso. 

O tamanho dessa cicatriz da redução de mama com prótese vai variar com o tamanho e o formato do seio mas, no geral, são utilizadas incisões em formato de “L” ou “T” invertido. 

Redução de mama: antes e depois

Para que o antes e depois da redução de mama atinja o resultado esperado, é necessário seguir os cuidados pós-operatórios. 

Seguir uma dieta moderada nos primeiros dias também é o ideal, porque medicamentos como antibióticos podem deixar o estômago sensível. 

O uso do sutiã cirúrgico pelo tempo recomendado pelo médico responsável é imprescindível, tirando-o somente para tomar banho. A paciente  já deverá estar vestindo essa peça ao sair da cirurgia.

Quanto à atividade física, o retorno costuma acontecer após um mês de cirurgia, sem grandes esforços na região operada. Mais uma vez o seu médico poderá fazer indicações específicas para cada paciente.

A dica é tirar todas as dúvidas antes da cirurgia, para que nada saia do esperado durante o processo e você entenda quais serão os passos antes, durante e após a cirurgia.

 

ebook protese de silicone
Comentários
Avatar

Posted by DR. RODOLFO OLIVEIRA